Bruno Yoshimura, co-fundador do Kekanto.com
 » Siga-me no Twitter: @brunoyoshimura e no Linkedin
 » Leia sobre aluguel de ações: clique aqui

Comprar o primeiro carro é o sonho de consumo de todo jovem. Com o alongamento do prazo de financiamento e redução na taxa básica de juros, muitos conseguiram realizá-lo.

Apesar do blog falar sobre jovens e investimentos, resolvi escrever este post depois de descobrir que meu carro é o maior devorador de orçamento mensal que tenho, considerando que ainda moro com meus pais e estudo em faculdade pública.

O primeiro passo de qualquer investidor, é saber poupar. Neste sentido, vale a pena descobrir para onde está indo o dinheiro que deveria ser investido.

Os cálculos que vou fazer são da estimativa das despesas de um Gol City 1.0 Totalflex (anterior ao novo Gol), incluindo gastos anuais com seguro, IPVA, depreciação, combustível, manutenção, estacionamento e até custo de oportunidade (que iremos explicar posteriormente).

Modelo do carro: Gol City 1.0 Totalflex
Valor do carro zero:
R$ 27.676,00 (?)

Gastos fixos (R$ 3.968,00)
  • IPVA 4% (?) – R$ 1.383,80/ano
  • Seguro obrigatório (?) R$ 85,00/ano
  • Seguro R$ 2.500,00/ano (perfil jovem)
Despesas (R$ 3.043,91)
  • Depreciação (5% ao ano – estimativa pelo site da FIPE) R$ 1.383,35/ano
  • Custo de oportunidade= R$ 1.660,56/ano

    (investir o dinheiro, ao invés de comprar o carro: poupança rendendo 6%)

Gastos Variáveis (R$ 2.528,00)
  • Manutenção e peças (pneus, filtro de óleo e ar, pastilhas, fluídos) – R$ 750/ano
  • Troca de pneus a cada 2 anos = R$ 1.000,00 = R$ 500/ano
  • Estacionamento – R$ 150,00
  • Combustível - R$ 1.128,00/ano

    (8km/l | R$ 1,25/l | 600km/mês)

Total: R$ 9.539,91/ano

O valor parece absurdo, mas é real. Muitos se iludem com os baixos valores mensais de financiamentos e esquecem que pagar o carro é apenas o primeiro desafio.

Como conseqüência, podemos ver o aumento na quantidade de carros vendidos com baixa quilometragem, já que muitos não conseguem arcar com as despesas mensais e financiamento do veículo.

Antes de comprar seu primeiro carro, faça as contas e veja se vale a pena. É assim que um investidor jovem deve pensar.

* Por mais assustador que pareçam esses valores, fui conservador. No meu caso, gasto mais que o dobro de gasolina, estacionamento e manutenção. Também desconsiderei que jovens tomam multas e batem o carro com mais frequência. Outro fator que ignorei é o custo de oportunidade da vaga do prédio que utilizo, já que poderia ganhar dinheiro alugando a vaga.

Crédito da foto: andrew_mrt1976’s

Posts Relacionados

  • Sem posts relacionados